Descobrir as gravuras do Vale do Côa a nado é a nova proposta da Fundação Côa Parque

A Fundação Côa Parque propõe aos visitantes uma nova modalidade de circuito pelas gravuras rupestres, desta vez a nado, nas águas do rio Côa, para assim descobrir um novo ângulo deste património com 30.000 anos, anunciou hoje a instituição.